O Que É A Dieta Dukan?

O Que É A Dieta Dukan?
Rate this post

A Dieta Dukan é um estilo de dieta que está a conquistar força e popularidade recentemente. Criada por Pierre Dukan, um nutricionista e dietista francês, é acima de tudo uma dieta rica em proteínas. Desenvolvida pela primeira vez em 1975, só recentemente se tornou popular, vendendo milhões de cópias e sendo traduzido em várias línguas. Então, o que torna a Dieta Dukan sólida? Tentaremos descobrir com este artigo.

Como começou?

A história da Dieta Dukan encontra as suas raízes em 1975, quando um médico de clínica geral chamado Pierre Dukan estava a fazer a sua pesquisa acerca da obesidade. Esta curiosidade aconteceu porque ele queria encontrar uma solução para a obesidade após ter dado de caras pela primeira vez com um paciente obeso. Naquela época, o principal tratamento para a obesidade era tomar ingerir menos comida e calorias no geral. Contudo, Dukan fez a sua investigação para tentar encontrar uma alternativa a este método. Durante esse período, compilou todos os resultados de sua pesquisa e publicou-as em 2000. No seu livro Je ne sais pas maigrir, uma frase em francês que se traduz como “eu não sei como ficar mais magro”, publicou toda as suas descobertas. Os resultados foram no mínimo surpreendentes, uma vez que se tornou um best-seller, editando mais 10 milhões de cópias e sendo traduzido em 14 idiomas em 32 países desde o seu lançamento em 2000.

Quais são os elementos básicos da Dieta Dukan?

dieta-dukanA Dieta Dukan foca-se em 2 princípios: alimentos permitidos e alicerces. Os alimentos permitidos são cerca de uma centena, incluindo uma lista de 72 alimentos ricos em proteínas e 28 vegetais específicos. Os alicerces são mais conhecidos como fases, procedimentos que devem ser seguidos a fim de ter sucesso com esta dieta. A primeira fase, conhecida como a fase de ataque, é conhecida como o processo em que o metabolismo é ativado, com a digestão a ser acelerada. Com 72 alimentos específicos ricos em proteínas a serem permitidos durante esta fase e processo, é esperado que a pessoa perca peso rapidamente: cerca de 2-3 quilos numa semana ou menos. A segunda fase, conhecida como a fase cruzeiro, é ainda semelhante à fase de ataque, mas a diferença é que 28 vegetais específicos são adicionados à dieta. A perda de peso fica mais lenta, com uma perda aproximada de 1 quilograma por semana, mas deverá permitir que a pessoa chegue ao seu objetivo forma mais gradual. A terceira fase, a fase de consolidação, é desenhada especialmente para evitar um ganho de peso repentino. Alimentos como frutas, pão e alimentos ricos em amido são reintegrados na dieta e permite-se um máximo de 2 refeições comemorativas por semana. E a última fase, a fase de estabilização, é semelhante a uma dieta normal, mas a única diferença é que tem pelo menos um dia de proteína por semana e ter um alimentação estável à base de aveia.

DEIXE UMA RESPOSTA